DENUNCIA DO FANTÁSTICO: MORTOS RECEBEM SALÁRIOS PAGOS COM DINHEIRO PÚBLICO EM PERNAMBUCO

19/04/2012 09:38

16/Abril/ 2012

DENUNCIA DO FANTÁSTICO: MORTOS RECEBEM SALÁRIOS PAGOS COM DINHEIRO PÚBLICO EM PERNAMBUCO

Escrito por Neilton Brito

16/04/2012, Segunda

Dinheiro desviado

Um escândalo no Pernambuco deixou o Brasil chocado neste domingo (15) foi o escândalo dos funcionários fantasmas, o TCE descobriu gente morando a quase 3 mil quilômetros de distância do emprego. E tem até o caso do traficante condenado, que recebia salário da prefeitura.

Primeiro, o Fantástico denunciou o esquema de licitações fraudulentas no Rio de Janeiro. Depois, a farra dos salários e auxílios a deputados estaduais no Amapá e no Maranhão. Neste domingo (15), o programa denuncia mais um caso de desperdício do dinheiro público: o escândalo dos funcionários fantasmas. Desleixo na administração, fraudes nas prefeituras, contratação de fantasmas. Irregularidades que desviam fortunas que deveriam ser aplicadas no serviço público.

Ao todo, 450 funcionários públicos estão enterrados em cemitérios de Pernambuco. Os nomes deles aparecem em uma auditoria do Tribunal de Contas do estado. Durante dois anos, os auditores estudaram as planilhas de pagamento dos municípios pernambucanos. A conclusão é de que, só de 2009 a 2010, foram desperdiçados R$ 300 milhões em dinheiro público. Mais de R$ 2 milhões, gastos em nome de gente que já morreu. No levantamento do TCE, o Recife aparece com o maior número de casos: 65. E o pior é que os fantasmas não estão sós nos cemitérios.

No município de Verdejante, no sertão pernambucano. No período investigado pelos auditores, a folha salarial da prefeitura traz o nome de Severino Dantas de Sá. Severino é presidiário. Quando foi contratado estava foragido. Ele cumpria pena de sete anos de prisão por tráfico de drogas, em Brasília, em regime semiaberto. Em agosto de 2008, ele fugiu do presídio e só voltou dois anos depois, quando foi recapturado pela polícia. Transferido para Salgueiro, a 35 quilômetros de Verdejante, Severino confirmou que foi funcionário público. “Trabalhei no período de 2009 até meados de outubro de 2010”, ele diz.

Em Belém, o Ministério Público investiga, desde 2011, a contratação de fantasmas pela Assembleia Legislativa do Pará. “Nós já detectamos, neste primeiro momento, no primeiro levantamento, perto de cem funcionários fantasmas”, diz o promotor de Justiça Arnaldo Azevedo. O prejuízo já chega a R$ 20 milhões. Funcionários da Assembleia estão entre as 40 pessoas denunciadas. O Ministério Público afirma que o golpe usava inocentes, gente que não sabia que estava na folha de pagamento e que não se beneficiou da fraude, como Ivonete: “Nunca recebi um centavo”, ela garante. Ela está desempregada. Mas, na folha da Assembleia, era assessora especial e recebia mais de R$ 10 mil por mês. O vendedor Ricardo também está na folha de pagamento. Em nome dele, um salário de mais de R$ 15 mil. “Eu ganho um salário mínimo e tem gente se aproveitando do meu nome”, diz ele. Em Belém, então, o desvio do dinheiro era feito com "laranjas", quer dizer: pessoas que têm nome e documentos usados sem que elas saibam. O salário, claro, era embolsado pelos golpistas. (Fantástico)

GRUPO DO BIXEIRO MOVIMENTOU R$ 400 MI EM ESQUEMAS ILEGAIS

Escrito por Neilton Brito

16/04/2012, Segunda

Imagem Ilustrativa

O grupo do bicheiro Carlinhos Cachoeira movimentou pelo menos R$ 400 milhões nos últimos seis anos em esquemas ilegais, segundo investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal. Contrabando, exploração de jogos de azar, corrupção e lavagem de dinheiro estão entre os supostos crimes cometidos pela organização, cujo raio de atuação chegava a até 200 quilômetros do Palácio do Planalto, segundo o Estado de S. Paulo. A área de maior influência do grupo era o chamado Entorno do DF, região com praticamente dois milhões de habitantes e baixo índice de desenvolvimento humano na qual Cachoeira cooptava servidores públicos e policiais para serem “soldados” da máfia dos caça-níqueis. Planilhas de contabilidade apreendidas pela PF na operação Monte Carlo revelaram que o grupo conseguia lucrar até R$ 346 mil mensais com as casas de bingo do Entorno. As investigações também apontam os cassinos de Valparaíso (GO) como os mais rentáveis. Um funcionário do fórum da cidade participava do esquema. (Bahia Noticias)

NOVIDADE: SERÁ TESTADO EM DOIS MESES CORAÇÃO ARTIFICIAL DESENVOLVIDO NO BRASIL

Escrito por Neilton Brito

16/04/2012, Segunda

Desenvolvido no Brasil Corações artificiais devem começar a ser testados em seres humanos dentro de dois meses, em pacientes da fila de espera do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, em São Paulo. O equipamento, que estabiliza a função cardiológica do doente e possibilita a sobrevida até o transplante do órgão, é indicado para pacientes que não respondem mais ao tratamento clínico. “O aparelho pode ajudar os dois ventrículos e a situação do paciente não piora mais porque ele reestabelece a boa circulação sanguínea e descarrega o trabalho cardíaco. Então o paciente pode suportar o tempo que for necessário dessa forma, não tem limite de tempo”, afirma Aron José Pazin de Andrade, coordenador do Centro de Engenharia em Assistência Circulatória do Instituto Dante Pazzanese, onde o dispositivo foi construído. Há pacientes com dispositivos similares colocados há cerca de seis anos.

VACINAÇÃO CONTRA A FEBRE AFTOSA JÁ COMEÇOU

Escrito por Neilton Brito

16/04/2012, Segunda

Por conta da seca excessiva que atinge a Bahia, a Secretaria da Agricultura do Estado da Bahia (Seagri), através da Agência de Defesa Agropecuária (Adab) antecipou para o último domingo (14) o lançamento da campanha vacinação contra a febre aftosa. “Esse cenário compromete a movimentação dos animais e o manejo do rebanho em busca de alimento, colocando em risco a vacinação contra a febre aftosa dos bovinos e bubalinos na Bahia”, esclarece o secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles. Em todo o estado, cerca de 265.441 propriedades realizam atividades pecuárias, sendo que, desse total, 160 mil fazendas e cinco milhões de cabeças bovídeas estão na área afetada pela seca. A Bahia tenta atingir o status de Livre de Febre Aftosa em todo o estado. Na campanha os rebanhos bovinos e bubalinos de todas as idades devem ser vacinados. (Informações G1)