2012 EM JITAUNA JA COMEÇA A ESQUENTAR

14/02/2012 11:27

10/Fevereiro/ 2012

VEJA SITUAÇÃO DA GREVE DA PM EM CIDADES DO INTERIOR DA BAHIA

Escrito por Neilton Brito

10/02/2012, Sexta

Apesar da desocupação da Assembléia Legislativa, em Salvador, na manhã de quinta-feira (9), a greve de policiais militares não terminou na Bahia. Desde o dia 31 de janeiro, quando a paralisação começou, o movimento se estendeu para cidades no interior do estado. Em todas as regiões, houve mudanças na rotina dos moradores, com o fechamento de escolas, universidades, fóruns e outros órgãos públicos.

Em Feira de Santana, cidade a 100 km de Salvador, a greve continua. Apesar da paralisação, bancos, comércios e repartições públicas anunciam que vão funcionar normalmente. Homens do Exército estão nas ruas reforçando a segurança. No entanto, há mudanças ocorrendo por conta do clima de insegurança.

Região sul

                            Foto: Jitaúna em Dia

Em Jitaúna a Policia continua em greve, o comercio abriu normalmente nesta sexta (10) os horários não reduziram. Em Itabuna, o transporte público estava funcionando normalmente na manhã desta sexta-feira. À noite, o horário foi modificado e está encerrando às 22h. Isso forçou alguns estabelecimentos comerciais a modificaram os horários de funcionamento. O shopping da cidade está fechando uma hora mais cedo, às 21h, e a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) também está com aulas programadas até as 19h40.

Região sudoeste

    Comercio de Jequié volta a normalidade. (Foto Agência AM)

Em Jequié todos efetivos ainda continuam em greve o comercio abriu normalmente nesta sexta (10) com horário reduzido ate as 19:49hs, o transporte esta normal durante esta manhã. Vitória da Conquista, o movimento era tranqüilo no início da manhã desta sexta-feira (10), no centro da cidade. O comércio está abrindo as portas, embora não em sua totalidade. Cerca de 80% das lojas estão funcionando. O Fórum João Mangabeira está com as atividades normalizadas e a frota de ônibus está com número total, mas com horário reduzido até as 20h.

Região Norte

Em Juazeiro, homens do Exército de Petrolina continuam atuando e também há presença de policiais militares nas ruas. Os homens das cinco Companhias Independentes da Polícia Militar estão voltando a trabalhar, o que desfaz o clima de tensão criado nos últimos dias. Algumas instituições, como as escolas particulares, a Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e o Sesi de Juazeiro aguardam um comunicado oficial do fim da greve para retomar as atividades.

SEM NECESSIDADE DE DENUNCIA LEI MARIA DA PENHA IRÁ PUNIR AGRESSORES

Escrito por Neilton Brito

10/02/2012, Sexta

 

Foi tomada uma decisão na quinta-feira, (9), pelo Supremo Tribunal Federal (STF) tornando mais complicada a situação dos homens que agridem as mulheres no ambiente doméstico. Depois de analisarem a Lei Maria da Penha, os ministros do STF concluíram que a abertura de ação criminal contra o responsável pela lesão corporal não está mais condicionada a uma representação da vítima. Ou seja, o processo poderá ser aberto mesmo se a mulher não prestar queixa. A lei não será aplicada apenas em casos de lesões leves ou culposas (acidentais).  Antes, para abrir a ação, era necessária uma representação da vítima. Se ela fosse agredida, mas optasse por não denunciar o companheiro, nada poderia ser feito. E ainda havia a possibilidade de a mulher retirar a queixa diante das pressões do agressor. Agora, diante de denúncias, por exemplo, de vizinhos, o Ministério Público poderá acionar o responsável pela agressão, retirando da mulher essa pressão. Os ministros afirmaram que na maioria dos casos a mulher desistia da queixa após sofrer pressões psicológicas e econômicas por parte do agressor. Mas, com o entendimento adotado na noite de quinta (9), pelo tribunal, essa pressão deixa de existir. (Informações do Estadão)

RIO DE JANEIRO: PMS, POLICIAIS CIVIS E BOMBEIROS DECIDEM PARAR ATIVIDADES

Escrito por Neilton Brito

10/02/2012, Sexta

Policial militar na Tijuca (Foto: Thamine Leta/G1)

                       (Foto: Thamine Leta/G1)

Pouco mais de cinco horas de assembléia, lideranças do Corpo de Bombeiros e das polícias Civil e Militar do Rio de Janeiro decidiram decretar greve a partir de meia-noite. As três categorias não ficaram satisfeitas com a proposta de reajuste apresentada pelo governo estadual e aprovada pela Alerj (Assembléia Legislativa) nesta quinta-feira (9). O grupo esperou até as 23h15 pela liberação do cabo bombeiro Benevenuto Daciolo, preso ontem, no aeroporto Internacional do Galeão, e que teve a prisão preventiva decretada na quarta (8) à noite. O habeas-corpus impetrado por sua defesa foi negado pela Justiça. Além da libertação de Daciolo, os manifestantes ainda querem salário base de R$3.500 para as três categorias a partir deste mês de fevereiro.

Segundo as informações do porta-voz da PM, o coronel Frederico Caldas, disse, em entrevista à Globonews nesta manhã de sexta (10), afirmando que onze mandados de prisão foram expedidos pela Justiça Militar contra os principais líderes da greve no Rio. O coronel Caldas não informou os nomes dos policiais militares que são procurados. Na noite de quinta-feira (9), policiais militares, civis e bombeiros decidiram entrar em greve. A assembleia reuniu 2 mil homens no Centro da cidade. "Nós estamos com uma situação de normalidade. Desde a madrugada estamos monitorando todas as unidades.

Agora pela manhã havia uma preocupação por conta da troca de turno e de serviço. E tivemos uma situação isolada no 4º BPM, em São Cristóvão, que foi prontamente debelada pelo comandante. O comandante determinou que as viaturas saíssem [...] Já há onze mandados de prisão expedidos contra os principais líderes desse movimento. A submissão imediata deles a conselhos de natureza disciplinar. Isso evidencia que de fato não vamos permitir, não vamos aceitar qualquer tipo de ação contrária à disciplina", ressaltou Caldas. (Do Uol)

09/Fevereiro/ 2012

2012 EM JITAUNA JA COMEÇA A ESQUENTAR

Escrito por Neilton Brito

09/02/2012, Quinta

Esta a todo vapor a corrida eleitoral em Jitaúna, o que não esta faltando são candidatos a candidatos para concorrerem a cargos de vereadores e a prefeito. Ainda não tem pesquisas oficiais relatando quais candidatos estão bem aceitos com a população Jitaunense, segundo informações populares dão conta de quatro pré-candidatos. São eles Beto Lopes (PDT), Manoel Carlos (PSB), Edson (PT) e Dione atual vice-prefeito. Ainda esta cedo para tirar conclusões, para as convenções ainda vai demorar e muita coisa irá acontecer durante este tempo. (Jitaúna Em Dia) 

VEREADOR NERES COSTA (PDT) VISITA BAIRROS DA CIDADE

Escrito por Neilton Brito

09/02/2012, Quinta

                                      Foto (Neilton Brito)

Na tarde de quarta (8) por volta das 16hs, o vereador Neres Costa do (PDT) esteve em visita ao Bairro Adelino Henrique de Santana conversando com amigos no campinho de futebol daquele Bairro, o Jovem "Bobo" assim conhecido popularmente em seguida agradeceu a presença e o apoio do vereador. O vereador Neres Costa tem atuado no município de Jitaúna excelentemente com belos trabalhos realizados nesta comunidade. (Jitaúna Em Dia)

GRAVAÇÕES REVELAM QUE POLICIAIS GREVISTAS PLANEJAVAM VANDALISMO NO ESTADO

Escrito por Neilton Brito

09/02/2012, Quinta

 

 

                                          Foto da Conversa 

Foram gravadas conversas entre os chefes dos PMs grevistas no estado da Bahia mostrando acertos para realização de ações de vandalismo na cidade. As gravações mostram também articulações para que a paralisação se estenda ao Rio de Janeiro, a São Paulo e outros estados. Os PMs envolvidos negam participação em ações violentas. O Jornal Nacional teve acesso a gravações feitas com autorização da Justiça de conversas de líderes dos movimentos grevistas da Bahia e do Rio de Janeiro.

No primeiro trecho, o presidente de uma associação que reúne bombeiros e policiais baianos, Marco Prisco, combina uma ação de vandalismo com um de seus liderados. Prisco nega ter participado de atos de violência.

Leia abaixo um dos trechos de conversa:
- Prisco: Alô, oi. Desce toda a tropa pra cá meu amigo. Caesg e você. Desce todo mundo para Salvador, meu irmão... Tou lhe pedindo pelo Amor de Deus, desce todo mundo para cá...
- David Salomão: Agora?
- Prisco: Agora, agora. Embarque...
-
David Salomão: Eu vou queimar viatura... Eu vou queimar duas carretas agora na Rio/Bahia que não vai dar tempo...
- Prisco: fecha a BR aí meu irmão. Fecha a BR.

Outra gravação, quem aparece falando é o cabo bombeiro do Rio de Janeiro, Benevuto Daciolo. Ele já foi candidato a deputado estadual no Rio e foi um dos líderes do movimento grevista da corporação no ano passado.

Daciolo conversa com um homem a quem ele classifica de "importantíssimo" a respeito de uma possível votação da PEC 300, a emenda constitucional que garantiria um piso salarial único para bombeiros e policiais de todo o Brasil. Nesta conversa fica claro que o objetivo é estender a greve de policiais e bombeiros a Rio de Janeiro, São Paulo e outros estados com o objetivo de prejudicar o carnaval.

Dacilolo: Pergunta ao senhor que é pessoa importantíssima a respeito da nossa PEC...pergunto: qual é a verdadeira possibilidade de nós conseguirmos passarmos em segundo turno na semana que vem? Não sei se o senhor sabe. Eu estou com uma assembleia Geral amanhã no Rio de Janeiro, com a abertura de uma greve geral no Rio também, com probabilidade de não ter carnaval nem na Bahia nem no Rio esse ano. E São Paulo acho que está para dar uma resposta agora e os outros estados também. Nós acreditamos que, se tivesse uma resposta do governo, assinalando numa possibilidade de votação no segundo turno da PEC, acalmaria muito, muito o que está acontecendo na Federação.

Em outro trecho, o cabo Daciolo, que estava em Salvador, ouve de uma mulher uma recomendação para que tente influenciar o movimento dos grevistas baianos a não fechar um acordo com o governo. Segundo esta mulher, isto enfraqueceria uma possível greve no Rio.

Mulher: Daciolo, Daciolo, presta atenção. Está errado fechar a negociação antes da greve do Rio...
Daciolo: Tudo bem, tudo bem... sabe o que vou fazer agora??? Ligue para ele que eu vou embora daqui, não vou ficar mais aqui.
Mulher: Eles não querendo que você avalize um acordo antes da greve do Rio. Depois da greve do Rio, muda tudo. Sabe como você vai ajudar eles? Voltando para o Rio, garantindo aqui. O governo vai fazer uma propostinha rebaixada para vocês, vai melhorar um pouquinho esse negócio que eles colocaram. E acho...se vocês garantirem a greve aqui, a mobilização aqui, vocês vão ajudar eles a liberar o Prisco, a ter uma negociação...

Outro lado
Ouvido pela equipe do Jornal Nacional por telefone, o cabo Daciolo disse não se recordar da conversa gravada e alegou estar participando de um movimento pacífico na Bahia.

Rio de Janeiro
O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, disse que as gravações comprovam que o movimento tem como objetivo gerar insegurança na população e provocar distúrbios que ameaçam a lei e a ordem. Para o governador, essas pessoas não representam o sentimento da maioria dos profissionais de segurança do estado. (Fonte G1)